quarta-feira, 13 de julho de 2011

Luís Dantas - Quando um amigo parte...

video

14 comentários:

Paulo Brito disse...

Homenagem merecida e comovente.
Acredito que todos os amigos do Lúis Dantas com ela se identificam . Porque quando parte um verdadeiro amigo: para sempre,enquanto andarmos por esta vida , a sua amizade e a sua grandeza ficam connosco.


Paulo Brito

RC disse...

Simples e grande!a canção diz tudo.

EC

Pedro Gonçalves disse...

Uma ideia original e feliz de nos levar pelo tempo dp escritor e amigo Luis Dantas.
Que Ponte de Lima saiba merecer o homem da cultura e o humanista.
Homnes assim são raros nos tempos que correm.

Pedro Gonçalves

José Martins disse...

Magnifica canção .Assim temos de lembrar o escritor Luis Dantas, não com tristeza mas com a nossa memória e aplauso.
A obra que nos deixou, a partir de agora, é património da sua terra.

José Martins

João Lopes disse...

Conhecendo O Luis Dantas ,amigo de tantas horas e tantos anos,não posso conter a emoção ao escutar a canção.Também parte com um amigo alguma coisa de nós,a saudade é muito grande.
O Luis um amigo especial e um homem invulgar.
Ainda é cedo para se entender a grandeza da sua obra escrita.

JoãoLopes

JMG disse...

Felizes aqueles que tem quem deles se lembre por lembranças assim .
O Luis,'o nosso lipinho' da infancia tudo merece.
Partiu um homem bom e grande.

JMG -Ponte de Lima

João Malheiro disse...

Eu não vou falar da obra literaria do meu amigo Luís Dantas,deixo para quem melhor o entenda.
Eu falo do Luís homem bondoso e de grande compaixão e que gostava de partilhar com os outros as coisas boas da vida,Era um homem feliz quesabia amar a vida.
Era um amigo dos amigos.Era e é, porque homens assim sáo exemplos de humanidade.

João Malheiro

Pereira Barros disse...

O que aqui diz o João Malheiro,trouxe-me à lembranca uma passagem em Ponte de Lima num mês de Dezembro.O Luis gostava muito de andar pelas nossas aldeias.Numa aldeia entramos na casa de um casal idoso ,viviam sozinhos ,que me perdoe o Luis falar no assunto,falamos com o casal. Depois o Luís chegou à vila ,sem nada dizer .levou-lhes uma televisão, e disse-lhes que era para saberem das noticias que se passavam pelo mundo.
Um amigo e um homens desta dimensão nunca morre!!

Pereira Barros -Ponte de Lima

JL disse...

Partiu um dos seus maiores filhos e ao mesmo yempo um grande amigo de Ponte De Lima.
Quem tiver a vontade de Ler Ponte de Lima na Revolução de 1383 -livro para ser lidi nas nossasa escolas,As Figuras Populares ,Os Garranos da Peninsula Ibérica ,Os Limianos na Grande Guerra, A Revolta da Maria da Fonte,A Vaca das Cordas Em Ponte de LIma, vai encontrar aqui o rigor e a clareza da sua escrita e uma originalidade de linguagem que nenhum outro eswcritor limiano -antes dele-tinha conseguido atingir.Quando se fizer um estudo sério e profundo da sua obra melhor o vamos compreender.

JL

José P.Lima disse...

O que o JL tem razão de ser. Para se chegar à essencia da obra de Luís Dantas a mesma tem de ser lida com os olhos da alma.
A simplicidade da linguagem e ao mesmo tempo aliada a uma original clareza.Um escritor de todos os tempos.E um orgulho para a nossa cultura e a nossa terra.
Partiu um grande amigo.Não o vamos esquecer.
José P.Lima

João Castro disse...

Só um homem com uma escrita luminosa e uma alma grande poderia escrever um livro como As Figuras Populares de Ponte de Lima e dar-lhes vida,conhecer os seus sonhos que andam sempre por dentro de cada homem. O Luis Dantas da-nos nessas imagens o lugar exacto de um tempo que não volta mais .

João Castro

Acácio Marinho Sousa disse...

Lembremos o Luís Dantas com alegria.Partiu cedo mas marcou o nosso tempo.Ele que gostava de rir alto e de partilhar a vida com ou outros.
Até sempre ,LUÍS

Acácio Marinho de Sousa ( Lisboa)

JSL disse...

Homenagem muito bonita. Com uma canção que nos diz tudo de um verdadeiro amigo.
O Luís como homem e como escritor
representava a herança maior do ser humano. Até sempre!,nosso saudoso companheiro da vida.

JSL

Paulo Magalhães disse...

Ficará, para sempre, aa companhia da sua magistral escrita.